Apresentação

Onde Estamos

Outras Instituições Culturais

Prémios e Recompensas

Concursos

Dinâmica Cultural

Blocos de Endereços

Indústrias Culturais

Acção Cultural

Monumentos & Sítios Históricos

Sítios Turísticos

Património

Actualidades Culturais

Notícias

Efemérides

Habitat/Urbanismo

Pesquisa/Estudos Estatísticos

Contactos/Feedback

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Província de: Benguela

1- IGREJA DE N.Sra DO PÓPULO (Século XVIII)
Situado no centro da cidade de Benguela;
Classificada pela Portaria nº 6634 – Boletim Oficial nº 5, de 2 de Fevereiro de 1949.

2- FORTALEZA DE S.SEBASTÃO DO EGITO (Século XIX)
Situada na povoação do Egito,
Classificada pela Portaria nº 6987 – Boletim Oficial nº 51, de 31 de Dezembro de 1949.

3- PALÁCIO VELHO DE BENGUELA (Século XVIII – XIX)
Situado na parte velha da Cidade, na Avenida Marginal;
Classificado pela Portaria nº 7083 – Boletim Oficial nº 6, de 9 de Fevereiro de 1950.

4- REDUTO DE S. PEDRO DE KATUMBELA (Século XIX)
Situado na entrada da Comuna da Katumbela;
Classificado pela Portaria nº 8579 – Boletim Oficial nº 24, de 17 de Julho de 1954.

5- ZONA HISTÓRICA DE BENGUELA
Abrange uma parte do Núcleo Urbano da Cidade, à volta do edifício da antiga Alfândega de Benguela,
Definida e Classificada pelo Plano de Urbanização da Cidade em 1952.

6- EDIFÍCIO DO ANTIGO CABO SUBMARINO (Século XIX)
Situado na parte velha da Cidade de Benguela;
Classificado por Despacho publicado no Diário da República nº 203, de 28 de Agosto de 1981.

7- EDIFÍCIO DA ANTIGA ESTAÇÃO DOS CAMINHOS DE FERRO (Século XIX)
Situado em Benguela;
Classificado por Despacho publicado no Diário da República nº 203, de 28 de Agosto de 1981.

8- EDIFÍCIO SEDE DA COMPANHIA DO AÇÚCAR DE ANGOLA (Século XIX)
Situado na parte velha da Cidade de Benguela;
Classificado por Despacho publicado no Diário da República nº 203, de 28 de Agosto de 1981.

9- ZONA HISTÓRICA DA KATUMBELA
Abrange as construções e locais situados às margens esquerda e direita do Rio Katumbela,
Definida e Classificada pelo Despacho nº 61, de 11 de Novembro de 1995.

10- EDIFÍCIO DA ANTIGA ALFÂNDEGA DE BENGUELA (Século XIX)
Situado na parte antiga da Cidade de Benguela,
Classificado pelo Despacho nº 64, de 11 de Novembro de 1995.-

11- COMPLEXO ARQUEOLOGICO DE MORMOLO
Situdo na área do Vale do Rio Uche,
Classificado pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996.

12- COMPLEXO ARQUEOLOGICO DE BENGUELA
Situado a nordeste da Baía-Farta,
Classificado pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996.

13- ESTAÇÃO ARQUEOLÓGICA DA PONTA DAS VACAS
Situada a Leste da Baía Farta,
Classificada pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996.

14- COMPLEXO ARQUEOLÓGICO DA CACHAMA
Situado a Sudoeste da Baía-Farta,
Classificado pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996.

15- COMPLEXO ARQUEOLÓGICO DO DUNGO
Situado a Sudoeste da Baía-Farta,
Classificado pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996.

16- COMPLEXO ARQUEOLÓGICO DO PIMA
Situado a Sudoeste da Baía-Farta,
Classificado pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996.

17- COMPLEXO ARQUEOLÓGICO DA TCHIMALAVERA
Situado a Sudoeste da Baía-Farta,
Classificado pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996.

18- COMPLEXO ARQUEOLÓGICO DA CHIPUPA
Situado a Sudoeste da Baìa-Farta,
Classificado pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996.

19- ESTAÇÃO ARQUEOLÓGICA DA PUMBALA
Situada a Nordeste da Vila do Alto Catumbela;
Classificada pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996.

20- PINTURAS RUPESTRES DE TCHITANDALUCUA
Situadas nos arredores de Dombe Grande,
Classificadas pelo Despacho nº 117 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996.

21- PINTURAS RUPESTRES HÔNDIO
Situadas na encosta Nordeste da Serra do Hôndio;
Classificadas pelo Despacho nº 117 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996.

22- ESTAÇÃO ARQUEOLÓGICA DO SOMBREIRO
Situada a Sul de Benguela;
Classificada pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº8, de 6 de Setembro de 1996;

23- ESTAÇÃO ARQUEOLÓGICA DO CHITONDO
Situada a Sudoeste do Dombe Grande;
Classificada pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 30, de 6 de Setembro de 1996;

24- ESTAÇÃO ARQUEOLÓGICA DO CIMO
Situada na margem direita do Rio Cimo;
Classificada pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de Setembro de 1996;

25- ESTAÇÃO ARQUEOLÓGICA DO ABRIGO 1 DA GANDA
Situada a Sudoeste da Ganda;
Classificada pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996;

26- ESTAÇÃO ARQUEOLÓGICA DO LUE
Situada a Sudoeste da Ganda, na Encosta da Ganda;
Classificada pelo Despacho nº 115 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996;

27- ESTAÇÃO ARQUEOLÓGICA DE TCHITOVAVA
Situada a norte da Vila do Alto Katumbela;
Classificada pelo Despacho nº 115 Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996;

28- EDIFÍCIO DA ADMINISTRAÇÃO COMUNAL DA KATUMBELA (Século XIX)
Situado no centro da sede da Comuna da Katumbela;
classificado pelo Despacho nº 122 – Diário da República nº 38, de 6 de Setembro de 1996;

29- HOSPITAL CENTRAL DE BENGUELA
(Século XIX)
Situada no centro da Cidade de Benguela,
Classificada pelo Despacho nº 13, de 18 de Abril de 1997.

30- CHALETT CHIQUITO (Século XIX)
Situado na parte antiga da Vila de Katumbela,
Classificado pelo Despacho nº 93, de 18 de Abril de 1999.